pesquisa e cohecimento

Mídias Alternativas

Projeto: Mídias Alternativas na Amazônia.

Financiamento: CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Edital Universal 14 -2013. Faixa A.

UFPa (Universidade Federal do Pará – Programa Integrado de Bolsa de Iniciação Científica - PIBIC – 2012-2015)

Coordenação: professora Dra Célia Regina Trindade Chagas Amorim (UFPa) Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4709399U1

Resumo: O projeto “Mídias Alternativas na Amazônia” tem como objetivo sistematizar estudos e mapear possibilidades midiáticas, de natureza contra hegemônica, nas categorias Mídias Impressas e Mídias On Line, a partir do período da Ditadura Militar (1964-1985) até os dias atuais. O contexto histórico do início da investigação se justifica pelo “boom” da imprensa alternativa, que marcou o período noticiando os graves crimes praticados no País. Por meio desse liame histórico é possível entender o movimento de pequenos jornais e revistas de resistência que nos anos de 1970-1980 lutavam pela liberdade de expressão contra o autoritarismo vigente; de 1990 em diante a bandeira é em defesa da cidadania em uma época de democracia estabelecida. Destacam-se, neste último contexto, as lutas das rádios e TVs comunitárias. E mais recentemente as mídias sociais na internet. Atualmente já foram catalogados 100 jornais, boletins, revistas, blogs e sites alternativos de Belém do Pará e de outros Estados da região Norte do país, localizados na internet e em acervos públicos como Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA) - Coleção Vicente Salles; Biblioteca Pública Arthur Viana - seção Obras do Pará - na Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (CENTUR); Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE), Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará (CEDENPA), Comissão Pastoral da Terra (CPT) e casas de ativistas dessas mídias. Esse número se traduz na construção de uma memória dessas mídias. O projeto se desenvolve em três fases interligadas: A primeira vem se caracterizando pela pesquisa exploratória na busca por meios alternativos, observando a sua passagem ou não para o mundo da internet. A segunda centra-se na sistematização de estudo e análise de dados que farão parte de um mapeamento das Mídias Alternativas na Amazônia, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2018. Já a terceira fase, dedicada à criação, desenvolvimento e manutenção de um Sítio Virtual, está em plena execução, em parceria com a professora Dra Rosane Steinbrenner, que também estuda esse tema na Faculdade de Comunicação (Facom). Os resultados têm contribuído com o campo da Comunicação, registram-se a apresentação de artigos científicos em Congresso da área, no âmbito regional, nacional e internacional (2012-1015); publicação em revistas qualificadas (2014-2015), orientações de Trabalho de Conclusão de Curso na Faculdade de Comunicação (Facom) e dissertação de mestrado no Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCOM) (2015).

Faculdade de comunicação - FACOM / Universidade Federal do Pará - UFPA 
Contatos: +55 91 3201- 7586 / ufpa.facom@gmail.com